Taglit abre inscrições para viagens a Israel no final do ano

 O programa Taglit Birthright se propõe a levar a Israel, para uma estadia de 10 dias, todos os jovens judeus da diáspora com idade entre 18 e 26 anos que nunca tenham participado de ação educativa no Estado judeu. A viagem tem caráter educativo e visa a reforçar a identidade judaica, a causa de Israel como legítimo Estado do povo judeu e os laços entre as comunidades judaicas no mundo. Estão abertas as inscrições para grupos brasileiros que viajarão em dezembro de 2011 e janeiro de 2012.

Criado há 10 anos, o programa já atendeu mais de 250 mil jovens de 54 países, incluindo quatro mil brasileiros. Estão incluídos passagem aérea, estadia, passeios e a maior parte das refeições. O preço: apenas 260 dólares, para garantia de vaga, que podem ser reembolsados na volta, caso o participante assim o deseje, desde que retorne ao Brasil no final do programa.

Para a pré-inscrição, acesse. O candidato deve ter passaporte válido até, no mínimo, julho de 2012.

Para a diretora geral do Taglit no Brasil, Denise Kassow, um dos pontos principais do programa é o intercâmbio com jovens israelenses, pois a convivência mostra que, apesar de distintas realidades, o modus vivendi dos jovens é muito similar. “Um soldado, por exemplo, tem os mesmos gostos e os mesmos anseios de um estudante universitário brasileiro”, disse.

Segundo Kassow, o programa tem sido bem sucedido: “Crescemos muito, pois os patrocinadores acreditam no projeto, sabem que ele tem continuidade e observam os bons resultados”.