Prisão de aliado de Ahmadinejad acirra disputa em Teerã

Autoridades judiciárias do Irã prenderam ontem um dos mais próximos aliados do presidente Mahmoud Ahmadinejad, acirrando disputas políticas que racham a cúpula do regime antes da eleição presidencial de junho. A prisão surgiu dois dias após Ahmadinejad acusar de corrupção os seus maiores rivais internos, os irmãos Larijani, que controlam os poderes legislativo e o judiciário. Político linha dura que ocupou vários cargos no governo Ahmadinejad, Saeed Mortazai foi levado a uma prisão de Teerã em meio a relatos conflitantes da mídia estatal. Uma versão diz que a detenção se deu devido a suspeitas de desvio de verba pública. Outra afirma que Mortavazi foi preso por envolvimento na morte de manifestantes no rastro da turbulenta reeleição de Ahmadinejad, em 2009. Mas a prisão alimenta especulações de possível manobra orquestrada pelos irmãos Larijani para enfraquecer o presidente (Por Samy Adghirni, Folha de S.Paulo). Leia mais em:

Aliado chave de Ahmadinejad é preso no Irã (AFP)

Especialistas da ONU pedem que Irã liberte jornalistas (Folha.com)