Presidente da Conib participa em SP das comemorações do 13 de maio

 O Congresso Nacional Afro-Brasileiro (CNAB) realizou semana passada, na Avenida Paulista, em São Paulo, shows e apresentações culturais para comemorar o Dia da Abolição da Escravatura e homenagear os 100 anos do samba.

O presidente da Conib, Fernando Lottenberg, falou ao público sobre a relação dos judeus com a comunidade negra. A Conib participa, juntamente com a entidade de direitos humanos Bnai Brith, do Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial desde a criação deste, em 2003.

A comunidade judaica apoia esforços do Plano Nacional de Políticas da Igualdade Racial e participou do lançamento, em São Paulo e Salvador, do Plano Juventude Viva, em 2013. O plano propõe estratégias de prevenção à violência, ao racismo e à exclusão da juventude negra e de periferia.

Na capital baiana, em 2012, a Conib homenageou também os negros que foram vítimas da barbárie nazista, no Dia Internacional do Holocausto, solenidade que teve a presença da presidente Dilma Rousseff. No Rio de Janeiro, a comunidade judaica participa anualmente da Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa, em parceria com a Comissão de Combate à Intolerância Religiosa.

Lottenberg lembrou ainda a forte amizade entre Martin Luther King e o rabino americano Abraham Heschel. O rabino caminhou ao lado de King na histórica Marcha pelos Direitos Civis, em Selma, Alabama, em 1965. Em 1968, o líder negro foi ladeado por Heschel e mais dois rabinos, em protesto contra a Guerra do Vietnã. Os judeus americanos se envolveram fortemente no movimento pelos direitos civis.

O evento em São Paulo reuniu mais de mil pessoas e teve a participação de lideranças políticas e estudantis.

Fernando Lottenberg fala no evento em comemoração ao 13 de maio. Foto: André AugustoCNAB.

Comemoração do 13 de maio em São Paulo. Foto: André AugustoCNAB.