Peça no Rio mostra Golda Meir durante a guerra do Iom Kipur

Peça no Rio mostra Golda Meir durante a guerra do Iom Kipur

O monólogo “A Varanda de Golda”, do americano Wiliam Gibson, em cartaz no Rio de Janeiro até 25 de setembro, apresenta um período crítico da história de Israel. Durante a guerra do Iom Kipur, em 1973, a primeira-ministra Golda Meir luta para conseguir a ajuda dos Estados Unidos, fundamental para a defesa do Estado judeu. Golda Meir é interpretada por Rosane Gofman.

A atriz afirmou que “é muito difícil interpretar uma personagem que existiu, ainda mais uma grande mulher como a Golda”.

Na peça, Golda Meir se reveza entre telefonemas para os norte-americanos e contatos com sua equipe de governo. Ela revive sua história pessoal, a paixão pelo sionismo e por seu marido, que declarou certa vez: "amar você é como amar o rochedo de Gibraltar." Os trechos da vida privada funcionam como contraponto à trajetória de uma mulher determinada a fazer história.

Na avaliação de Elie Wiesel, Prêmio Nobel da Paz de 1986, “qualquer pessoa que ama teatro e que esteja preocupada com a história judaica deve assistir. E todo o resto do mundo também deve ver.”

Veja trecho da peça.