Mídia nacional e internacional destaca minuto de silêncio pela AMIA

Mídia nacional e internacional destaca minuto de silêncio pela AMIA

Os protestos organizados no dia 21 de junho por jovens judeus em São Paulo, Rio e Belo Horizonte, pedindo justiça e lembrando as vítimas do atentado à AMIA, ocorrido há 20 anos em Buenos Aires, ganharam atenção internacional. O atentado deixou 85 mortos e mais de 300 feridos.

Embora as investigações na Argentina tenham apontado como responsáveis pelo ataque vários funcionários do governo iraniano, incluindo ministros e diplomatas, ninguém foi punido até hoje.

O ato no Rio teve a presença de Paulo Maltz, diretor da Conib. O neto de uma das vítimas, o jovem Daniel Alazraki Kreiman, que veio ao Brasil para assistir jogos do Mundial, participou da manifestação em São Paulo. "Não conheci minha avó por conta desse ataque, que isso não mais se repita", disse à Folha Kreiman, que estava acompanhado do pai. Após o atentado, sua mulher e sogro se mudaram para o Chile.

Na capital paulista, o evento foi destacado em: O Estado de S. Paulo, Folha de S. Paulo, Times of Israel, Yediot Ahronot (YNet), Agência AP.

No Rio, no G1 e no Terra

Ouça o hino de Israel tocado durante o ato no Masp.

A Fifa ignorou pedido do Congresso Judaico Latino-Americano por um minuto de silêncio antes do jogo Argentina X Irã. Leia mais, no portal R7 e no Estado de Minas.