Merkel: Cumplicidade do povo alemão levou ao nazismo

A Alemanha lembrou ontem os 80 anos da ascensão de Adolf Hitler ao poder com uma advertência da chanceler Angela Merkel. A memória do líder nazista, disse ela, é um alerta permanente para os alemães de que a democracia e a liberdade não podem ser dadas por garantidas. Merkel discursou na inauguração de uma exposição em Berlim sobre a nomeação de Hitler como chanceler em 30 de janeiro de 1933. O aniversário reavivou memórias do pior momento da História alemã. “Os direitos humanos não se preservam por si mesmos, assim como a liberdade e a democracia não se impõem sozinhas. Isso deve ser um aviso constante para nós”, alertou Merkel. egundo a chanceler, ninguém imaginava que “um pintor austríaco fracassado, autor de um livro de ideias simplistas, fosse permanecer durante anos no poder”. Ela afirmou, porém, que Hitler levou apenas seis meses para acabar com a diversidade da sociedade alemã. “Isso só foi possível devido à cumplicidade e indiferença das elites e de boa parte do povo alemão”, disse (O Globo).