Membros da Marcha da Vida visitam centro de absorção para etíopes em Israel

Membros da Marcha da Vida visitam centro de absorção para etíopes em Israel

 Os 105 participantes da Marcha da Vida Universitários 2012, organizada pelo Fundo Comunitário, tiveram a oportunidade de visitar e interagir com as crianças do maior centro de absorção da Agência Judaica em Israel para Etíopes, chamado de Mevasseret Tzion.

 
O centro abriga por volta de 1.250 novos imigrantes da Etiópia, incluindo mais de 700 crianças. Além dos estudos de hebraico, os imigrantes adquirem conhecimentos gerais sobre a vida em Israel, como a introdução para ao modelo de saúde, educação, sistema bancário, história e geografia do país e democracia.
 
Há mais de 20 anos, um sobrevivente do Holocausto criou a Marcha da Vida, para contar aos jovens a história da barbárie e refazer o percurso entre os campos de extermínio de Auschwitz e Birkenau, que costumava ser feito a pé pelos prisioneiros, num caminho sem volta.
 
Desde então, este percurso é repetido anualmente por jovens vindos de todas as partes do mundo, em uma programação que inclui viagens para Polônia e Israel.