Federação Israelita do Paraná na convenção da Conib em Manaus

Durante a 41ª convenção anual da Confederação Israelita do Brasil (Conib), realizada dias 19 e 20 de novembro, em Manaus, foi lançada a primeira edição dos "Cadernos Conib", publicação trimestral cujo objetivo é mostrar a contribuição judaica ao debate de temas da atualidade brasileira.
Um painel especial tratou da formação de novas lideranças comunitárias e houve palestra do jornalista Renato Aizenman, coordenador do projeto "Israel na Web", que busca combater o antissemitismo. Durante o evento, também foi entregue o "Prêmio Samuel Benchimol" à pesquisadora Lúcia Oliveira, autora do trabalho "À luz do livre arbítrio", que retrata a história dos judeus na Amazônia.
Estiveram presentes o embaixador de Israel no Brasil, Giora Becher; Clara Ant, membro do grupo de transição do governo Luiz Inácio Lula da Silva para a administração Dilma Rousseff; o presidente da Conib, Claudio Lottenberg; Davis Benzecry, presidente do Comitê Israelita do Amazonas; os jornalistas Caio Blinder e Carlos Brickmann; o economista Ivo Bucaresky, chefe de gabinete do Ministério do Meio Ambiente, além de líderes comunitários de 12 estados brasileiros, entre eles o do Paraná, Manoel Knopfholz, que esteve acompanhado dos vice-presidentes Natan
Manoel Knopfholz fez um relato sucinto sobre a Federação Israelita do Paraná (FEIP), no espaço reservado aos presidentes de todas as federadas que irão apresentar relatórios na parte da manhã e no início da tarde.
O presidente da FEIP, Manoel Knopfholz, em seu relato abordou as ações responsivas e proativas que a FEIP vem adotando desde que assumiu a entidade. Na área da Comunicação falou sobre do site www.feipr.org.br em conexão com a Conib e do Projeto Hasbará, do relacionamento com comunicadores de veículos da mídia impressa e eletrônica, da divulgação das atividades da Federação e da nova identidade visual.
No campo administrativo mencionará a profissionalização, aquisição de equipamentos e da nova estrutura física. Entre os projetos realizados, o Programa de TV Shalom Paraná para divulgação de assuntos judaicos, a palestra com a professora Maria Lucia Victor Barbosa, de Londrina, sobre “Política Externa Brasileira”, o projeto de lei para tornar Rosh Hashaná, Yom Kipur e Chanucá o pontos facultativos junto ao município. Outro aspecto a ser mencionado é o apoio à B’nai B’rith para a realização da III Jornada Interdisciplinar sobre o Ensino da História do Holocausto, a parceria com a PUC e o Instituto de Memória no evento “História e Memória do Holocausto no contexto da Segunda Guerra Mundial” para professores universitários e a participação junto a Câmara Municipal de Curitiba sobre a proposta da inserção de conteúdo do Holocausto na disciplina de história junto às escolas municipais.
No campo político será destacada a ação da FEIP na co-redação da Carta de Princípios com a Conib entregue aos candidatos à Presidência da República, e a laboração e entrega de carta semelhante aos candidatos nas eleições paranaenses.
   

Manoel Knopfholz,Carlosw Brickman, Leo Kriger e Natan Kulisch

 A partir da esquerda, Manoel Knopfholz, presidente da Federação Israelita do Paraná, jornalista Carlos Brickman e os vie-presaidentes daq FEIP, Leo Krtiger e Natan Kulisch