Exposição em Amsterdã reúne manuscritos originais de Spinoza

Exposição em Amsterdã reúne manuscritos originais de Spinoza

 Em comemoração aos 400 anos da Biblioteca Ets Haim, a mais antiga biblioteca judaica em funcionamento no mundo, o Jewish Historical Museum, em Amsterdã, irá realizar, de 18 de setembro a 8 de janeiro de 2017, uma exposição de manuscritos judaicos.

 
Entre os documentos, está o único manuscrito do livro “Ethica”, do filósofo judeu Baruch Spinoza (1632-1677), que será exposto ao lado da carta original de sua excomunhão, emitida em 1656 pela Comunidade Judaica Portuguesa de Amsterdã e escrita em português.
 
Em suas obras, Spinoza “rejeita o Deus providencial de Abraão, Isaac e Jacó; insiste em que a Bíblia não é de origem divina, mas apenas uma aleatória compilação de escritos humanos ao longo dos séculos; nega que a lei judaica e a observância cerimonial sejam de qualquer validade ou relevância para os judeus contemporâneos; sustenta que não há sentido teológico, moral ou metafísico que torne os judeus diferentes de quaisquer outras pessoas; e rejeita a ideia de uma alma imortal”, conforme escreve Steven Nadler, professor de filosofia na Universidade de Wisconsin-Madison.
 
A consequência?
 
“[…] Nós expulsamos, amaldiçoamos e esconjuramos Baruch de Spinoza […] Maldito seja de dia e maldito seja de noite, maldito seja em seu deitar, maldito seja em seu levantar, maldito seja em seu sair, e maldito seja em seu entrar […] Ordenamos que ninguém mantenha com ele comunicação oral ou escrita, que ninguém lhe preste favor algum, que ninguém permaneça com ele sob o mesmo teto ou a menos de quatro jardas, que ninguém leia algo escrito ou transcrito por ele”, diz um trecho da carta de excomunhão. Leia o texto completo.
 
Os manuscritos expostos são da própria Ets Haim e das coleções da Bibliotheca Apostolica Vaticana, Bibliotheca Rosenthaliana de Amsterdã e Braginsky Collection, de Zurique.
 
A exposição também tem como objetivo mostrar a história da produção manuscrita europeia e a influência mútua entre as tradições judaicas e cristãs.