Escolas judaicas de SP adotam regras comuns de conduta, sob égide da Fisesp

Escolas judaicas de SP adotam regras comuns de conduta, sob égide da Fisesp

 Por iniciativa do Conselho de Educação das Escolas Judaicas de São Paulo (Vaad Hachinuch) da Federação Israelita do Estado de São Paulo (Fisesp), foi realizada em 1º de outubro a assinatura de "Termo de Normas e Procedimentos de Conduta", que normatiza a relação entre as escolas judaicas paulistas, os pais, a comunidade e o Conselho de Educação da Fisesp.



A assinatura do Termo evidencia a intenção das escolas da comunidade de trabalharem em comum acordo, sob a égide da Fisesp, em consonância com as normas éticas judaicas.



“Temos por foco fortalecer as instituições de ensino da comunidade. E este fortalecimento não depende apenas da qualidade da educação. Depende também da harmonia entre as escolas, de um relacionamento respeitoso e produtivo. De nada adiantará lutar pela excelência, pela capacitação e valorização dos professores e pela atração de novos alunos – especialmente aqueles distantes das nossas instituições – se as entidades não observarem princípios básicos de conduta. Precisamos trabalhar juntos e vencer desafios constantes, dentre os quais a indispensável promoção de assistência social para que toda criança da comunidade esteja entre nós. E desde que os dirigentes das nossas escolas observem uma política comum para temas essenciais, tudo será menos difícil”, destacaram Jacques Gelman, Jacques Griffel e Alberto Milkewitz, coordenadores do Conselho de Educação das Escolas Judaicas de São Paulo.



Estiveram presentes os presidentes das mantenedoras das escolas e do corpo de diretores, que fazem parte do Fórum dos Presidentes e dos Diretores das Escolas Judaicas de São Paulo, bem como da Congregação Israelita Paulista, convidada em decorrência da criação do Instituto de Estudos Judaicos e que contará com uma área dedicada à formação de professores da área judaica.