Em sua despedida, cônsul de Israel recebe Diploma da Cidade de São Paulo

Em sua despedida, cônsul de Israel recebe Diploma da Cidade de São Paulo

 A Câmara Municipal de São Paulo realizou nesta segunda-feira, 27 de maio, uma Sessão Solene para entrega da Medalha Anchieta e Diploma de Gratidão da Cidade de São Paulo ao cônsul-geral de Israel, Ilan Sztulman. Entre os agraciados pela honraria, está o papa João Paulo II. A iniciativa é do vereador Floriano Pesaro (PSDB). 



“Mais que uma homenagem pessoal, este é um reconhecimento pela contribuição do Estado de Israel para a vida de São Paulo. Hoje, temos acordos da Fapesp com muitas universidades israelenses, 15 projetos da Universidade Hebraica de Jerusalém com a USP, laboratórios com a cooperação de prêmios Nobel, na Unicamp. Em suma, as relações econômicas, culturais e científicas estão se estreitando cada vez mais”, disse Sztulman ao site da Câmara.



Com grande presença de líderes da comunidade judaica (veja foto abaixo), a Conib foi representada na solenidade por seu secretário-geral, Fernando Lottenberg, e pelos diretores Boris Ber e Eduardo Wurzmann.



Para Fernando Lottenberg, após os três anos de Ilan Sztulman à frente do Consulado de Israel, está claro o acerto de duas decisões: "A primeira delas, a reabertura do Consulado de Israel em São Paulo. A segunda, a indicação de Ilan Sztulman para chefiá-lo.  Confirmou-se a necessidade de uma representação diplomática israelense na maior cidade da América do Sul, com temas econômicos, políticos e culturais aptos a preencher sua agenda. A passagem de Sztulman revelou um diplomata hábil, fluente em seu português nativo, capaz de construir pontes e tecer relacionamentos de alto nível. Caberá a seu sucessor manter o elevado patamar que foi alcançado".



“Pacifista, voltado aos direitos humanos, ele foi um grande articulador da comunidade judaica com a sociedade brasileira”, afirmou o vereador Pesaro.



Sztulman reabriu em julho de 2010 a representação de Israel na capital paulista, que estava fechada desde 2003.



Nascido em São Paulo, imigrou para Israel aos 18 anos. É bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Hebraica de Jerusalém, mestre em Ciências Sociais pela Universidade de Tel Aviv e bacharel em Artes pela academia Bezalel.



Foi vice-diretor de Assuntos Públicos do Ministério das Relações Exteriores de Israel e também o responsável pelos Serviços de Multimídia do Ministério para agências internacionais de notícia baseadas em Israel.



Major da Reserva do Exército de Israel, foi condecorado em 1981 por bravura em combate.



Ele será substituído em julho próximo por Yoel Barnea, ex-cônsul-geral de Israel no Rio de Janeiro, entre 1994 e 1998.