Edição alemã de livro da professora Tucci Carneiro é lançada em Frankfurt

Edição alemã de livro da professora Tucci Carneiro é lançada em Frankfurt

 “Por que tantos países e sociedades ficaram indiferentes à situação desesperadora dos refugiados do nazismo? Por que eles até mesmo intensificaram seu controle de imigração?”

Este é o texto de apresentação da editora alemã LIT Verlag para o livro “Cidadão do Mundo – O Brasil diante do Holocausto e dos judeus refugiados do nazifascismo”, de Maria Luiza Tucci Carneiro, lançado em 9 de outubro na Feira do Livro de Frankfurt, com o título de “Weltbürger”.

 

Na obra, Tucci Carneiro apresenta minuciosamente as circunstâncias políticas e históricas que levaram às regras de imigração extremamente restritivas e antissemitas no Brasil, de 1933 a 1948 e aborda contextos previamente desconhecidos, que moldaram as ações do regime ditatorial de Getúlio Vargas.

 

O livro, resultado de tese de livre-docência e publicado no Brasil em 2010, foi traduzido para o alemão com patrocínio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e também será publicado na França, em 2014.

 

Maria Luiza Tucci Carneiro é professora de História e diretora do Laboratório de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Discriminação (LEER) e do Arquivo Virtual sobre o Holocausto e Antissemitismo (Arqshoah) da Universidade de São Paulo.