Dirigentes do PC do B criticam texto antissemita de militante do partido

 Em mensagem dirigida em 19 de julho ao presidente da Confederação Israelita do Brasil, Claudio Lottenberg, e ao presidente da Federação Israelita do Rio Grande do Sul, Jarbas Milititsky, a deputada federal Manuela D’Ávila (PC do B/RS), candidata a prefeita de Porto Alegre, e Adalberto Frasson, presidente do PC do B em Porto Alegre, repudiam o artigo de teor antissemita publicado em 20 de junho no site Vermelho, por José Reinaldo Carvalho, editor do site. Também a vereadora Maria Lúcia Scarpelli, do PC do B de Belo Horizonte, repudiou o texto de Carvalho.

 
Quando da publicação deste texto, Lottenberg havia se dirigido a Manuela D’ Ávila, protestando contra o teor do mesmo, por considerá-lo antissemita.
 
Em sua mensagem, D’Ávila e Frasson afirmam que “em qualquer organização, as pessoas que a compõem expressam opiniões próprias que nem sempre correspondem com a visão majoritária da organização. Por isso repudiamos as opiniões que não condizem com a visão do nosso partido expressas em seus documentos oficiais e na sua longa trajetória de lutas em defesa dos direitos dos povos e em busca da paz”.
 
Relembrando que a relação entre judeus e comunistas é de longa data, a mensagem conclui: “A integração da comunidade judaica na comunidade porto-alegrense é real, cada vez maior e amplamente benéfica em todos os sentidos. Lutaremos permanentemente para preservar essa convivência harmônica, profícua e calorosa”.
 
Em Belo Horizonte, a vereadora Maria Lúcia Scarpelli, do PC do B, também repudiou, em nota enviada a Manuela D’Ávila, o artigo de Carvalho.
 
Scarpelli diz ter certeza de que o texto não exprime o pensamento do conjunto da militância do partido, do Comitê Central e dos parlamentares.