Darín participa de vídeo em homenagem às vítimas do atentado à AMIA

Darín participa de vídeo em homenagem às vítimas do atentado à AMIA

 

A Associação Mutual Israelita Argentina (AMIA) convocou 60 atores argentinos de diferentes gerações para interpretar um roteiro teatral que conjuga arte e memória para seguir exigindo justiça e recordar as 85 vítimas fatais do ataque terrorista de 18 de julho de 1994, em Buenos Aires. Entre os atores, Ricardo Darín e Dolores Fonzi. VEJA O VÍDEO. 

Embora as investigações na Argentina tenham apontado como responsáveis pelo ataque oito funcionários do governo iraniano, ninguém foi punido, 23 anos após o massacre. Entre os acusados, o ex-ministro da Defesa Ahmad Vahidi, o ex-presidente Alí Rafsanjani (recentemente falecido) e o ex-conselheiro cultural na Argentina Moshen Rabbani.

Em janeiro de 2015, o promotor federal Alberto Nisman apareceu morto, um dia antes de denunciar formalmente a então presidente argentina Cristina Kirchner e aliados de seu governo por um suspeito pacto com o Irã para encobrir os autores do atentado contra a entidade judaica AMIA, em troca de favorecimento comercial à Argentina.

Os culpados pela morte de Nisman também não foram punidos.