Curitiba inaugura primeiro museu brasileiro dedicado à memória do Holocausto

Curitiba inaugura primeiro museu brasileiro dedicado à memória do Holocausto

 O Museu do Holocausto, em Curitiba, será a sede do primeiro memorial brasileiro dedicado ao tema. Ele foi idealizado e construído pelo empresário Miguel Krigsner e sua família, em parceria com a Associação Casa de Cultura Beit Yaacov e a comunidade judaica paranaense. A inauguração ocorrerá neste domingo, dia 20 de novembro.

O programa educativo terá como diretriz a discussão sobre a violência junto ao público jovem, por meio de visitas guiadas direcionadas às escolas. O museu pretende debater o preconceito ao longo da historia, tomando como exemplo a questão judaica.

A instituição conta com um pequeno acervo de objetos relacionados ao tema, doados pela comunidade judaica de Curitiba, e material audiovisual. O período tratado pela exposição abrange desde os anos 1920 até os dias atuais. O museu também aborda outros genocídios que ocorreram no século 20, os quais causaram 80 milhões de mortes.

O espaço homenageará também não judeus, como a paranaense Aracy Guimarães Rosa, em uma seção dedicada aos Justos entre as Nações (epíteto usado pelo Estado de Israel para designar os não judeus que arriscaram suas vidas, durante a Segunda Guerra Mundial, para salvar judeus do extermínio). Aracy trabalhou entre 1936 e 1942 no consulado brasileiro em Hamburgo, na Alemanha, e ajudou centenas de judeus a fugir da Europa. Ela morreu em fevereiro de 2011, aos 102 anos.

O museu, que tem o apoio do Memorial de Auschwitz, receberá, em princípio, apenas visitas agendadas. Localização: Rua Coronel Agostinho de Macedo, 248, bairro do Bom Retiro. O espaço fica junto á sinagoga Beit Yaacov, inaugurada em setembro passado. Informações: (41) 3908-2750.