Brasil e Israel financiarão projetos conjuntos na área de inovação tecnológica

 Brasil e Israel lançarão em julho próximo um edital para financiar projetos na área de inovação tecnológica, informou o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior do Brasil. O anúncio foi feito por Nelson Fujimoto, secretário de Inovação do Ministério, durante a OCS 2012, a maior feira de inovação de Israel e uma das maiores do mundo.



O objetivo é desenvolver de forma conjunta tecnologias nas áreas de informação e comunicação, ciências da vida (biotecnologia e fármacos) e aviônica. “Trata-se de uma inovação em políticas públicas para o Brasil”, disse o secretário.



Israel mantém acordos semelhantes com Estados Unidos, China e países da União Europeia. Essas parcerias já resultaram na formulação de 250 projetos inovadores.



No Estado judeu, o secretário visitou universidades para conhecer o modelo de investimento em inovação que já rendeu diversos prêmios Nobel a pesquisadores do país. 



Segundo Fujimoto, as instituições israelenses têm uma relação diferente com a inovação. “Formam mão de obra, mas seu principal objetivo é pesquisa e desenvolvimento em tecnologia e inovação. Trabalham em sistema de transferência de conhecimento para o setor privado”, afirmou.



O roteiro da missão incluiu a Universidade Hebraica de Jerusalém, a Universidade de Tel Aviv e o Instituto de Tecnologia Technion, em Haifa. Sondadas pelo secretário, as três instituições demonstraram disposição em firmar convênios com a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) para participar do Programa Ciência Sem Fronteiras, que prevê a concessão de bolsas para 100 mil pesquisadores brasileiros estudarem em outros países.