AVALIAÇÃO DO TRABALHO DESENVOLVIDO NAS ÁREAS JUDAICAS

Os responsáveis pelas áreas judaicas das escolas debateram sobre como aferir resultados no trabalho desenvolvido em sua área.



A primeira questão levantada foi a de que as escolas ensinam, além do conteúdo judaico, as matérias do currículo formal. E elas são avaliadas como um todo, sendo classificadas por esse todo. 



O método de avaliação mais questionado pelo grupo foram as provas na área judaica: quais devem ser seus parâmetros? Se um dos objetivos da escola é formar a identidade de seus alunos, como avaliar seu sucesso?



Alguns participantes falaram sobre o uso da interdisciplinaridade entre matérias básicas e judaicas em suas escolas, com equilíbrio para que o essencial da cultura judaica não seja perdido. Ao mesmo tempo, formas de avaliação prática, como por exemplo a condução de sêder de Pessach, foram também propostas.



O estudo de todas as linhas judaicas também foi sugerido, para que cada escola possa definir sua própria identidade e ideais. Como bibliografia básica, poderia ser usado o livro “Models of Jewish Education”.



Houve debate entre duas propostas para atrair mais alunos: 1) pesquisar na comunidade o que se espera dos alunos de uma escola judaica, para que não haja discordância com os anseios dos pais; 2) A escola deve antes definir sua identidade, e os país decidirão em qual escola matricularão seus filhos.