Áustria condena à prisão perpétua terrorista do Hamas

Áustria condena à prisão perpétua terrorista do Hamas

 Um tribunal austríaco condenou à prisão perpétua um membro do Hamas que cumpria sentença em Israel, mas que foi libertado em 2011 por meio de acordo para libertação do soldado israelense Gilad Shalit.

O terrorista, de 27 anos, vivia na Áustria, mas continuava participando de atividades terroristas através de contatos com o Hamas e outros grupos.

De acordo com autoridades austríacas, ele orientou um grupo de palestinos da Cisjordânia a preparar um ataque com granadas contra as forças de segurança israelenses, em 2016.

O plano foi descoberto pelo serviço de segurança israelense, e os envolvidos, presos, revelaram os nomes dos implicados. As autoridades austríacas foram notificadas e o prenderam.

Leia mais.