Assembleia Legislativa de MG homenageia os 66 anos de Israel

Assembleia Legislativa de MG homenageia os 66 anos de Israel

Uma Reunião Especial de Plenário da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, realizada em 2 de junho, louvou as conquistas de Israel nos seus 66 anos de independência: o desenvolvimento econômico do país, bem como o setor tecnológico e de pesquisas. A solenidade foi requerida pelo deputado João Leite (PSDB), que também representou o presidente da ALMG, deputado Dinis Pinheiro (PP).

João Leite destacou que, nos últimos 20 anos, a economia israelense evoluiu de um perfil tradicional baseado na agricultura e na indústria leve para uma economia baseada no conhecimento, com competitividade internacional em telecomunicações, informática, eletroeletrônica e agrotecnologia.

“Nesse período, a renda per capita da população israelense cresceu a taxas bastante expressivas, elevando substancialmente a demanda por bens e serviços de alto valor agregado. O Produto Interno Bruto (PIB) de Israel, país de quase 9 milhões de habitantes, é da ordem de US$ 243 bilhões, maior que o PIB conjunto do Egito, Jordânia, Síria e territórios palestinos. O país investe 4,5% desse valor nos 40 centros de pesquisa e desenvolvimento”, relatou o parlamentar.

“São diversas as iniciativas de Israel na área da saúde que beneficiarão toda a humanidade”, afirmou o deputado: a Universidade de Tel Aviv está perto de alcançar uma vacina nasal que combate o mal de Alzheimer e os derrames; a Universidade Bar-Ilan estuda um novo medicamento para combater o vírus da hepatite, do Ebola e da AIDS.

Ele também se referiu às ligações afetivas, políticas e culturais que unem Brasil e Israel. “Ambos são países de imigrantes, que recebem calorosamente aqueles que buscam abrigo em seu solo, partilhando o apreço pelo multiculturalismo, pela liberdade e pela democracia”, enfatizou.

Para o ministro da Embaixada de Israel no Brasil, Lior Ben Dor, a solenidade em Belo Horizonte é uma demonstração da amizade que une os dois países. “A relação está no melhor momento, baseada em admiração mútua”, enfatizou.

O presidente da Federação Israelita do Estado de Minas Gerais, Marcos Brafman, recebeu do deputado uma placa em comemoração à data. Ele destacou que apesar de toda a contribuição dada por Israel ao mundo, antissemitas continuam a não tolerar o Estado. “Nenhum atentado, por menor que seja, pode ficar impune”, afirmou.

Compuseram a mesa da cerimônia o cônsul honorário de Israel em Minas Gerais, Sílvio Musman, e o cônsul de Portugal em Belo Horizonte, André de Mello Bandeira.