60 jovens judeus se reúnem em SP com a liderança do judaísmo progressista

60 jovens judeus se reúnem em SP com a liderança do judaísmo progressista

 A liderança mundial da WUPJ- World Union for Progressive Judaism [União Mundial pelo Judaísmo Progressista] encontrou em 18 de novembro na Congregação Israelita Paulista (CIP), cerca de 60 jovens que fazem parte do programa de liderança da entidade e dos movimentos juvenis Chazit Hanoar e Avanhandava, para uma conversa sobre sua visão do judaísmo.


“Posso afirmar que o que vocês estão fazendo, aprendendo a liderar, é importante não apenas para a nossa comunidade, mas também para que tenhamos um mundo melhor”, disse aos jovens o rabino e presidente da instituição, Stephen Fuchs.

“A WUPJ se destacou especialmente por dialogar de forma constante com o judaísmo tradicional ao tratar de temas contemporâneos, como direitos humanos, sustentabilidade, educação e advocacia por políticas corretas. Esses são os valores que guiaram a CIP nos primeiros 75 anos e continuarão por muitos anos. Sentimos-nos felizes e honrados em fazer parte desta grande organização internacional e de ter sua liderança em nossa casa”, declarou o rabino Ruben Sternschein.

“Receber esta delegação reforça o sentimento de que não estamos sozinhos e de que a CIP pertence a uma corrente de congregações, conservadoras e reformistas, do mundo todo, algo maior do que apenas nossa congregação local”, destacou o rabino Michel Schlesinger.

Também vieram à CIP Mike Grabiner, diretor da WUPJ; Stephen Breslauer, membro honorário do Conselho Executivo e copresidente do grupo Yad B’ Yad Task Force, que busca incentivar atividades das congregações da América Latina; Roberta Herman, presidente da Jewish Community Foundation, EUA. Eles foram acompanhados por Miriam Vasserman, presidente da WUPJ da América Latina e vice-presidente do Conselho da CIP; e por Berta Zylberstajn, secretaria-executiva da WUPJ na América Latina.

A WUPJ conta com mais de 100 congregações progressistas, liberais e reconstrucionistas afiliadas em 55 países, agregando cerca de 1,8 milhão pessoas.